Colunistas

< voltar
CIÊNCIA EM MINAS Redação
28/Jul/2020 - 13h04 - Atualizado em 28/Jul/2020 - 13h05

IF Sudeste MG desenvolve aparelho de musculação em pesquisa apoiada pela Fapemig

A ideia do grupo de pesquisadores surgiu em 2014, após a identificação de uma deficiência dos aparelhos das academias ao ar livre


Por CIÊNCIA EM MINAS
Protótipo surgiu após pesquisa identificar problemas em aparelhos de academias ao ar livre

A prática de exercícios físicos é uma ação importante para a saúde, pois ajuda a aumentar a imunidade e a prevenir doenças. Além disso, as atividades físicas movimentam um grande mercado, para se ter uma ideia, o relatório da IHRSA Global Report 2019 mostra que o Brasil foi o terceiro no ranking de faturamento nocomércio fitness no ano passado, com uma movimentação de mais de U$2 bilhões de dólares. 

Pensando no potencial desse mercado um grupo multidisciplinar de pesquisadores do Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IF-Sudeste MG) desenvolveu, com o apoio da FAPEMIG, um aparelho de musculação compacto que busca atender a todos os tipos de público. Fruto de um trabalho de conclusão de curso, a ideia surgiu em 2014 após a identificação de uma deficiência dos aparelhos das academias ao ar livre. 

Segundo o técnico em eletromecânica e um dos inventores do aparelho, Denis Ribeiro Maurício, o invento é um sistema de variação progressiva e contínua de carga que pode ser usado tanto em academias ao ar livre, como in door (fechadas), além de centros fisioterápicos, empresas, clubes e hotéis. “O sistema é formado por dois blocos de peso, um na esquerda e outro na direita, além de travas onde podemos deslizar para frente e para trás para variar a carga de peso. Temos ainda três barras de empunhadura que possibilitam 5 tipos de exercícios diferentes. Ou seja, propomos um parelho compacto no formato 5 em 1”, explica.

Atualmente, a tecnologia tem depósito no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) tanto do modelo de utilidades, quanto do desenho industrial. “A patente em si não é simplesmente o aparelho, mas o sistema, uma vez que eu consigo adapta-lo para vários dispositivos”, conta Ribeiro.

Para saber mais sobre a pesquisa, visite o site da Fapemig.

#CiênciaEmMinas#fapemig#IFSudesteMG#INPIFavoritar

Sobre o autor
CIÊNCIA EM MINAS Redação

Ciência em Minas é um projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais - SEDE MG - e tem como objetivo divulgar resultados de pesquisa e soluções desenvolvidas em universidades e ICT's mineiras.

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.