Notícias

< voltar
30/Jan/2019 - 15:00 - Atualizado em 19/Fev/2019 - 16:07

Colômbia: Porto de Cartagena busca startups com soluções para o setor logístico

Empresas receberão até US$100 em investimentos para alavancar o setor na América Latina


Por Paula Isis/SIMI Belo Horizonte
Crédito: Puerto Cartagena/Divulgação


Os empreendimentos de base tecnológica da Colômbia ou de qualquer outra parte do mundo, que tenham soluções inovadoras para transformar o comércio exterior, poderão se inscrever na primeira rodada da DeltaX Ventures, a primeira aceleradora colombiana criada pelo Porto de Cartagena.


Segundo o grupo empresarial, as startups interessadas em participar do programa devem solucionar ‘gaps’ do setor logístico portuário, como:

• conexão entre transportadores terrestres com os donos das cargas;

• conectar espaços de armazenamento e serviços agregados para os donos de cargas;

• facilitar o conhecimento e análises de tráfegos de transportes marítimos a partir do pagamento de fretes;

• conectar a oferta e demanda de containers vazios;

• facilitar a logística da carga refrigerada por meio da tecnologia;

• conectar a oferta e demanda de serviço da alfândega para donos de cargas; entre outros.

“Abrimos a seleção para que as startups apresentem suas propostas e, assim, vamos escolher as melhores que respondam as necessidades que nos foram apresentadas por diferentes grupos de interesse da cadeia logística colombiana”, explicou Alfonso Salas Trujillo, gerente do Grupo Puerto de Cartagena.

Tatiana Leóns, diretora de empreendedorismo do Connect Bogotá, movimento responsável pela Deltax Ventures, afirma que a seleção vai até 11 de março. “Abrimos as inscrições e seguiremos apoiando o Puerto desde a busca pelas melhores startups até a realização de investimento, com o objetivo de potencializá-las”, esclarece.

O programa terá 20 semanas de duração e 5 cinco startups serão selecionadas para participar de mentorias com profissionais especializados na cadeia logística; e receberão apoio para desenvolverem estratégias de marketing e comercialização. Além de contar com espaços de trabalho, serviço de “backoffice”, acesso a rede da aceleradora do Grupo Puerto de Cartagena e possibilidade de receber investimento de até 100 mil dólares.

As startups selecionadas devem ser interdisciplinares e com experiência na solução, habilidades complementares e com papéis claramente definidos. Devem, também, apresentar proposta de valor, mercado atrativo e com alto potencial de desenvolvimento, assim como escalabilidade, crescimento e potencial de geração de rentabilidade.

Para se inscrever, acesse o site de aceleradora Deltax Ventures.

Sobre o Connect Bogotá

Criada em 2011, a Connect Bogotá é uma instituição sem fins lucrativos que surgiu da preocupação de empresários e universidades em busca de um futuro melhor e mais tecnológico para a região. Eles trabalham em prol da aceleração da inovação convertendo elementos como a ciência e tecnologia como impulsionadores para o desenvolvimento de Bogotá.

O modelo de operação é inspirado no San Diego Connect, da Califórnia, proporcionando o desenvolvimento de mais mil empresas. 

Tatiana Léon explica que a atuação do programa junto ao Porto de Cartagena e a aceleradora Deltax Ventures, é de assessoria.  “Há pouco mais de 6 meses começamos o primeiro trabalho, definindo a rota de crescimento mediante a identificação e priorizando as oportunidades por meio das tendências da indústria e análises de capacidades de organização. Com estes elementos, conseguimos ‘desenhar’ a aceleradora corporativa e fundo de investimento que lançamos recentemente, a Deltax Ventures", finaliza.

#aceleradora#startups#logística#puertodecartagena#DeltaxVenturesFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.