Notícias

< voltar
21/Set/2018 - 15:44 - Atualizado em 21/Set/2018 - 16:02

Conferência destaca soluções inovadoras para o agronegócio

28ª Conferência Anprotec foi realizada de 17 a 20 de setembro, em Goiás


Por Redação Belo Horizonte/MG
Conferência realizada em Goiânia debateu a importância da inovação no agronegócio
Crédito: Divulgação/Anprotec

Entre os dias 17 e 20 de setembro, Goiânia sediou a 28ª Conferência Anprotec, realizada anualmente e que neste ano colocou em debate a inovação no setor do agronegócio brasileiro. Realizado pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e pelo Sebrae, o evento reuniu pesquisadores, representantes de incubadoras, parques tecnológicos, aceleradoras, governo, agências de fomento, especialistas e empreendedores com o objetivo de buscar novos caminhos por meio da tecnologia e de soluções inovadoras.

A escolha do tema teve como base os resultados recentes do agronegócio, especialmente no estado de Goiás, onde o setor foi o grande responsável pela elevação do PIB, que atingiu R$ 189,9 bilhões em 2017, crescendo 21,5%, resultado superior à média nacional. Essa foi a primeira edição da Anprotec com um tema setorial.

Outra novidade no evento foi a oportunidade dada a startups incubadas e aceleradas em instituições associadas da Anprotec para se apresentarem a potenciais investidores. No Fórum de Inovação Sebrae, por exemplo, três startups foram destacadas por suas soluções: a Systech Feeder, que permite o acompanhamento via celular do desenvolvimento de bezerras, identificando doenças, medindo a altura e pesando sem utilizar balança; a Biogyn, formada por uma equipe de pesquisadoras da Universidade Federal de Goiás, que desenvolveram microvespas para auxiliar no controle de pragas; e a Sensix, uma plataforma de monitoramento por meio de drones que gera indicadores para o produtor, capazes de detectar problemas nas lavouras.

Diversos conteúdos, como palestras e workshops ministrados por especialistas e agentes de importantes instituições do setor, ajudaram a levantar insights e reflexões sobre o futuro da inovação no agronegócio do país.  

Conheça outras startups que tiveram destaque durante a 28ª Conferência Anprotec:

IZagro

Plataforma web e móvel que fornece um catálogo de insumos agrícolas com informações técnicas e imagens de pragas e doenças. Ao identificar o problema (praga e doença), a startup conecta produtores com revendedores de insumos agrícolas, buscando sempre pelo melhor preço.

LOTAN Agrosciences

Empresa que tem como missão realizar, com alta eficiência e baixo impacto ambiental, o combate a pragas na agricultura. Trabalha principalmente com a tecnologia do RNA de interferência, com um portfólio significativo de propriedade intelectual, incluindo tanto plantas transgênicas imunes a pragas, quanto pesticidas de aplicação tópica.

Rankine Systems Ltda

Desenvolve gerenciamento de projetos baseado nas práticas do PMI, fornecendo soluções para automação e gestão de projetos industriais. Inicialmente, como consultoria, se desenvolviam mapeamento de processos, gestão e trabalhos de engenharia de projetos. Com o ingresso no Techpark em 2017, a empresa iniciou um processo de desenvolvimento de produtos voltados para robótica, softwares de gerenciamento de processos e painéis de controle e automação.

Avant Agro

Empresa de especialistas em agricultura e pecuária que produz soluções precisas com foco em aumento de rentabilidade e redução de custos. O objetivo da startup é tornar a tecnologia do uso de drones e vants mais clara e acessível, aprimorando e inovando as práticas agropecuárias para produzir e entregar soluções precisas aos produtores rurais, pecuaristas e consultores para a tomada de decisão e resolução dos problemas, integrando esta tecnologia à rotina de gestão da fazenda.

SensaIOTech

Uma startup emergente, trazendo tecnologia de ponta e novos conceitos para o campo. Utilizando-se de conceitos como Internet das Coisas, Big Data e Real Time Analysys, a empresa tem como missão trazer economia, precisão e produtividade para o cultivo, por meio de complexos algoritmos e sensores que conseguem medir, analisar, entender; e sugerir o que o solo e o cultivo necessitam.

PersonalBov

A startup atua com pecuária de precisão por meio de um equipamento de pesagem acoplado ao bebedouro, que é instalado no lote do confinamento, realizando a leitura do brinco de identificação eletrônica do animal, vinculando com a sua pesagem. Essas informações ajudam o produtor a acompanhar o rendimento da nutrição do animal e a saber quando está pronto para o abate.

Z2S Sistemas Automáticos

A Z2S é uma startup de tecnologia que atua no mercado de insumos agrícolas, produzindo sistemas de automatização de ordenhadeiras. Foi fundada em 2016, e em dezembro de 2017 começou a produzir para o consumidor final, que neste caso, é o produtor de leite. A empresa surgiu da necessidade de otimizar o tempo gasto durante e após a ordenha das vacas. Isso porque foi constatado que no final de cada ordenha o produtor levava em torno de 30 minutos para realizar o processo de limpeza (sanificação) do equipamento.

#inovação#tecnologia#agronegócio#anprotec#conferenciaanprotecFavoritar

Fonte: Anprotec

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.