Notícias

< voltar
09/Set/2016 - 00:00

EUA estuda facilitar visto para empreendedores

Regras são destinadas às startups com potencial de crescimento e ainda precisam ser aprovadas


Por Redação
Crédito: Pixabay

O Governo dos Estados Unidos pretende implantar novas regras relacionadas à imigração de empreendedores estrangeiros no país. A proposta, ainda em discussão, é voltada para startups e permite que os empresários fiquem dois anos no país para desenvolver seu negócio, podendo ficar por mais três anos caso a empresa demonstre aumento de investimentos, receita e de empregos gerados.

Atualmente 25% das startups de alta tecnologia nos Estados Unidos, e de mais da metade das do Vale do Silício, possuem cofundadores imigrantes. Para participar do projeto ‘startup visa’, o empreendedor precisa ter uma participação de, pelo menos, 15% em uma empresa novata do país que demonstre potencial de crescimento. Além disso, a startup deve ter um aporte de, no mínimo, US$ 345 mil de investidores norte-americanos qualificados ou receber US$ 100 mil em doações de órgãos governamentais.

O diretor adjunto de Tecnologia e Inovação da Casa Branca, Tom Kalil, e o diretor assistente de Empreendedorismo no Escritório de Políticas para Ciência e Tecnologia, Doug Rand, falaram sobre o tema. “A criação de um visto para empreendedores internacionais sempre foi parte dos princípios de reforma de imigração do presidente Obama, e fez parte do projeto de lei bipartidário de imigração que foi aprovada pelo Senado em 2013. A administração está tomando as medidas possíveis, dentro de autoridades legais existentes, para corrigir o máximo possível o nosso sistema de imigração falho”, explicam

O programa foi publicado no documento “International Entrepreneur Rule”, no dia 26 de agosto pelo Departamento de Segurança Nacional. A proposta ficará aberta para comentários por 45 dias, permitindo que partes interessadas possam opinar antes que a regra seja oficializada.

Para conferir o documento, clique aqui

#empreendedorismo#startups#visto#eua#estadosunidos#imigração#incentivoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.