Notícias

< voltar
10/Jul/2017 - 08:00 - Atualizado em 07/Jul/2017 - 10:19

Empresas juniores ajudam produtores rurais a driblar instabilidade financeira

Com serviços de qualidade e preços abaixo do mercado, empresas juniores são alternativa viável para o desenvolvimento de micro e pequenos produtores


Por Redação
Crédito: Reprodução/Pixabay

É cada vez mais comum ouvir no grandes centros urbanos a palavra “empreender”. Mas engana-se quem pensa que a atividade é totalmente urbana. Os produtores rurais têm se destacado, cada vez mais, como empreendedores do campo. Eles têm buscado por informação, especialização e tecnologia e isso tem refletido nos resultados. De acordo com  dados da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil, o agronegócio brasileiro fechou o ano de 2016  com um crescimento de  4,48%.

E para continuar com os negócios em expansão, os produtores rurais têm contado com um forte aliado:o Movimento Empresa Júnior. Composto por empresas juniores, elas têm ajudado esses pequenos produtores a driblar a instabilidade do mercado,  reduzir riscos, estruturar  o negócios e melhorar a produção. Com um preço pelo menos 15% abaixo do mercado, as empresas juniores (EJs) voltadas para os trabalho rural têm impactado a vida dos produtores e alcançado crescimento notável.

A Agrobio Consultoria Jr. é uma destas empresas. A iniciativa multidisciplinar da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) foi reconhecida no último mês como empresa de alto crescimento pela Federação Mineira de Empresas Juniores por ter batido suas metas anuais de crescimento. A empresa tem auxiliado produtores rurais da região. “O setor rural movimenta violentamente o PIB do país, e, no entanto, é muito desvalorizado. Atingir o alto crescimento enquanto empresa júnior voltada para os produtores rurais é trazer visibilidade para esse setor”, explica o presidente da Agrobio, Emerson Flor.

Ele ressalta também a responsabilidade social das empresas juniores: “Hoje muitos produtores rurais não querem que seus filhos sigam a carreira de produtor rural, o que mostra como o campo é um ambiente difícil de se trabalhar e como os próprios produtores se sentem desvalorizados. As empresas juniores com foco no produtor rural têm a responsabilidade social de desenvolver os produtores, de fazê-los se sentir valorizados, e de tornar a lida no campo mais fácil por meio de serviços eficientes, de qualidade e com baixo custo”.

Levar conhecimento para os produtores rurais também é uma das maiores responsabilidades das empresas juniores.  Segundo o presidente da Terra Jr., empresa júnior da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Gabriel Lacava, os produtores rurais, normalmente, não têm conhecimento da importância do empreendedorismo.

“Os produtores são atraídos pelo baixo custo e esta é a maior vantagem que podemos oferecer: um serviço barato, personalizado e  de qualidade. Além disso, por sermos jovens e universitários, os produtores acabam se aproximando das empresas, usando esse contato para tirar dúvidas. Além do serviço que prestamos, levamos informação técnica de qualidade até eles”, finaliza.

#capacitação#produtoresrurais#empresasjuniores#produçãodocampo#agricultoresFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.