Notícias

< voltar
04/Ago/2017 - 09:33 - Atualizado em 30/Mai/2018 - 10:40

Empresas mineiras são destaque no 100 Open Startups

As 20 startups mais atraentes de BH apresentam suas ideias no  Demoday BH


Por Alysson Lisboa
Sofia, CEO da Kriativar: educação do futuro precisa do protagonismo dos alunos
Crédito: Simi

Uma vitrine de boas ideias que são avaliadas por um seleto time com mais de 3 mil executivos. Os projetos são analisados e recebem uma pontuação. As 100 mais atraentes são convidadas a subir no palco e fazer um pitch.  

Belo Horizonte recebeu o Demoday do 100 Open Startups BH, no Espaço 104, na Praça da Estação. Durante o evento, 20 startups com o melhor desempenho e atração apresentaram um pitch de cinco minutos. O objetivo do encontro foi mostrar para uma banca de especialistas, investidores, executivos e empreendedores seus modelos de negócios.

As avaliações são contínuas, mas até o final de outubro as melhores posicionadas praticamente carimbam o passaporte para a Finit – Feira Internacional de Inovação e Tecnologia, que será realizada entre 31 de outubro e 5 de novembro, no Expominas. “Esse ano a gente vai ter espaço para as 200 melhor classificadas, inclusive com empresas internacionais. Queremos ter 100 empresas mineiras”, comemora Bruno Rondani, CEO e fundador do 100 Open Startups.

O superintendente Roberto Rosenbaum destacou a qualidade das startups mineiras
Simi/Divulgação

Subiram no palco ontem (3/8), no Espaço 104, startups que se destacaram na plataforma. Entre elas, várias já passaram pelo Seed, programa de aceleração do Governo de Minas, como o BeerOrCoffee, Logpyx, Lett Insights entre outras. São projetos de várias verticais como  energia, gestão de pessoas, marketing e varejo. A rodada de pitches continua no Brasil e no exterior. Dia 9 de agosto Uberlândia é quem recebe o Demoday para apresentar as melhores ideias.

O superintendente de Inovação Tecnológica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), Roberto Rosenbaum, destacou a importância de um time diverso e que se completa. “É importante alguém que tenha disposição para vendas, que leve energia aos colaboradores. Mas para equilibrar é preciso um líder mais técnico, que possa deixar o time centrado no projeto da startup”, completou o superintendente.

As inscrições para o 100 Open Startups continuam abertas e podem ser feitas pelo site. Clique aqui.

#demoday#100OpenStartups#rondaniFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.