Notícias

< voltar
13/Set/2018 - 11:59 - Atualizado em 13/Set/2018 - 12:38

Entenda os objetivos do Nubank com sua conta digital

Nuconta possui mais de um milhão e meio de clientes com menos de um ano de funcionamento


Por Pedro Matos/SIMI Belo Horizonte/MG
Eric Yamashita, designer do Nubank, conversou com o SIMI durante o Hacktown
Crédito: Pedro Matos/SIMI

A Nuconta, da fintech brasileira Nubank, em menos de uma ano de funcionamento já possui mais de um milhão e meio de clientes e mostra o potencial dos bancos digitais que estão conquistando cada vez mais espaço no mercado financeiro.

Após o sucesso do cartão de crédito, o Nubank resolveu apostar na Nuconta para alcançar mais clientes e conhecer melhor seu público. Erick Yamashita, designer do Nubank e um dos responsáveis pela conta, explica que a iniciativa foi pensada para atender desejos antigos dos consumidores. “A gente queria fornecer um serviço mais justo, sem taxas abusivas e fazer com que o investimento básico fosse mais acessível para todo mundo”, explica Eric, em entrevista concedida para o Portal SIMI durante o Hacktownm, realizado em Santa Rita do Sapucaí.

Além de não possuir nenhuma taxa, a Nuconta ainda oferece um rendimento um pouco superior ao da poupança, rendendo até 100% do CDI com liquidez diária. Atualmente, qualquer pessoa pode solicitar a abertura da conta, mesmo quem não possui o famoso cartão de crédito roxo da fintech.

Para a startup, que recentemente se tornou um unicórnio ao ser avaliada em mais de US$ 1 bilhão, a Nuconta vai ser uma importante fonte de dados sobre os seus usuários. “Conforme o cliente vai movimentando dinheiro ali, conseguimos entendê-lo e conhecer melhor seus hábitos financeiros. A partir disso a gente começa a ter mais segurança e menos riscos para oferecer os cartões de crédito”.

Saque

Se por um lado a ausência de agências físicas traz mais eficiência e menos custos para o Nubank, por outro impossibilita o saque. Nesse aspecto, o designer do Nubank garante que a equipe tem buscado soluções para o problema. “A gente recebe muito feedback nesse sentido e estamos estudando formas de viabilizar o saque”, explica.

Equipe

O ambiente interno do Nubank ainda mantém suas raízes típicas de uma startup. A equipe, de acordo com Eric, tem autonomia para iniciar e tocar projetos dentro do banco. Além disso, a dinâmica permite que as ações sejam realizadas com agilidade, fazendo com que as novidades cheguem rapidamente até o consumidor.

Ambiente interno da fintech favorece agilidade dos projetos
Crédito: Nubank/Divulgação

Mas é claro que a velocidade e a autonomia precisam estar sempre alinhadas à segurança. “As coisas precisam ser seguras. Por isso o Nubank lança as novidades internamente, só para funcionários do Nubank testarem e ver se tem alguma brecha”.

Sobre as possíveis novidades para os clientes da Nuconta, Eric despista, mas garante que “tem coisa nova no forno” e que os usuários “podem esperar uma conta cada vez mais completa”.

#inovação#tecnologia#Fintech#nubankFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.