Notícias

< voltar
21/Mar/2019 - 08:05 - Atualizado em 25/Mar/2019 - 16:30

Equipe do Cefet-MG disputa competição internacional de automobilismo

Estudantes mineiros disputam competição mundial com 120 equipes de 10 países, entre os dias 8 a 11 de maio, nos Estados Unidos


Por Redação Belo Horizonte/MG
Protótipo à combustão do Cefet venceu a competição nacional e agora disputa a etapa internacional
Crédito: Reprodução/Site Fórmula Cefast

A equipe Fórmula Cefast, do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet), se prepara para a competição mundial Fórmula SAE Michigan, promovida pela SAE International, que será realizada entre os dias 8 e 11 de maio, nos EUA.

A competição tem como objetivo propiciar a estudantes de engenharia a oportunidade de aplicar seus conhecimentos desenvolvendo um projeto completo e construindo um carro tipo Fórmula.  

Os mineiros foram campeões na categoria Combustão da 15ª Competição Fórmula SAE Brasil - Petrobras, realizada em dezembro de 2018, em Piracicaba (SP). A Cefast vai disputar o mundial contra equipes dos Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Áustria, México, Venezuela, Coréia do Sul, Singapura e Polônia.

Parte da equipe vai para os EUA já em meados de abril para realizar testes com o carro. O veículo é o mesmo que deu à equipe o primeiro lugar no pódio da competição nacional, com alguns ajustes como recalibração do mapa de combustível.

A Fórmula Cefast participa da competição nacional desde 2006. Em 2018 foi a primeira na prova de Apresentação de Projeto da categoria Combustão na competição mundial Fórmula SAE Lincoln, nos EUA, também organizada pela SAE International, e se classificou em 18º lugar entre 80 equipes inscritas, de sete países.

Já conhece o Simi Academy? Acesse e confira conteúdos educativos exclusivos.

#Engenharia#educação#cefetmg#competição#automobilismoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.