Notícias

< voltar
22/Fev/2018 - 08:00 - Atualizado em 22/Fev/2018 - 10:03

Programa quer estimular a inovação tecnológica na saúde brasileira

TechEmerge Brazil seleciona inovações de todo o mundo para apresentá-las ao mercado nacional


Por Redação

A International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, lançou um programa de matchmaking para o Brasil que oferece acesso ao mercado e financiamento para startups de tecnologia com inovações na área da saúde. O TechEmerge Health Brazil tem o objetivo de combinar inovadores de todo o mundo com profissionais de saúde brasileiros para melhorar a prestação de serviços e os resultados obtidos por pacientes.

Os inovadores selecionados serão convidados a se encontrar com os profissionais de saúde participantes do TechEmerge no Brasil para discutir como comercializar sua tecnologia nesse mercado. Além disso, eles vão ganhar recursos e orientações da equipe TechEmerge para pilotar suas inovações tecnológicas no mercado brasileiro.

A iniciativa aponta o Brasil como um dos mercados de saúde mais atraentes e promissores do mundo. Isso porque o país é o 5º maior do mundo, com uma população de 208 milhões e um PIB de aproximadamente 1,8 trilhão de dólares. O Brasil, segundo a IFC, é o 8º maior mercado de saúde do mundo, que deverá crescer para 232 bilhões em 2021.

As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de março pelo site www.techemergebrazil.org. Podem se candidatar inovadores de tecnologia da saúde de todo o mundo. Eles serão avaliados por meio de um processo competitivo.

O programa faz parte da abordagem da IFC para apoiar o empreendedorismo e a inovação em mercados emergentes e alavancar o setor privado no Brasil para aumentar e melhorar o acesso a serviços de saúde de qualidade. A IFC tem uma carteira global de investimento de mais de US $ 1,7 bilhão no setor de saúde.

#inovação#tecnologia#saúde#negócios#TechEmergeFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.