Notícias

< voltar
01/Dez/2017 - 06:00 - Atualizado em 01/Dez/2017 - 09:53

Quatro startups mineiras estão na final do Ideas For Milk

Desafio promovido pela Embrapa busca soluções para as diversas cadeias produtivas do leite


Por Redação

Minas Gerais é o estado que mais produz leite no Brasil. Para se ter uma ideia do mercado, o país movimentou R$ 67 bilhões no setor em 2016. Por aqui, empreendedores mineiros se desafiam e se destacam no Ideas For Milk, desafio promovido pela Embrapa Gado de Leite.

A competição nacional busca soluções inovadoras e digitais para os diversos setores produtos da cadeia do leite. Das mais de 80 startups inscritas no desafio, 10 chegaram à final - sendo quatro de Minas Gerais - e disputam um prêmio de R$ 20 mil.

A grande vencedora será conhecida no dia 9 de dezembro, em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Além das mineiras, disputam a final três empresas do Rio Grande do Sul, duas do Paraná e uma de São Paulo.

Made in Minas

Entre as finalistas, a QualiSticker, de Ouro Preto, traz soluções para monitorar o frescor de alimentos perecíveis. Isso ocorre por meio de selos e filmes interativos que avisam se o produto está apropriado ou não para o consumo.

Da capital, a MilkPlus oferece uma plataforma de otimização de produtividade, qualidade e lucratividade para laticínios. Composta por serviços e dispositivos que resolvem problemas de rotas, rastreamento de viagens, medição de precisão, atividades de campo, gestão de qualidade, gestão de plataformas e pagamento de produtores.

Outra mineira é a Scanner Bovino, de Juiz de Fora. A startup é uma plataforma de gestão zootécnica de rebanhos, intuitiva e interativa, capaz de proporcionar aumento da produtividade e eficiência do rebanho, por meio da identificação automatizada de bovinos.

A última mineira é a Zoograss, de Uberaba, que desenvolveu um aplicativo que identifica gramíneas adequadas à realidade de cada fazenda. Auxilia no momento de escolha da forrageira a partir de informações alimentadas pelo próprio produtor, como índice pluviométrico, informações acerca do solo, tipo de produção, entre outras.

#inovação#tecnologia#startups#agronegócioFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.