Notícias

< voltar
18/Jul/2018 - 08:00 - Atualizado em 18/Jul/2018 - 08:25

Startup mineira analisa e rastreia a produção leiteira

Instalada na UFLA, Meu Leite conta com um equipamento que calcula, em tempo real, o volume e a temperatura do leite coletado


Por Redação Lavras/MG

A startup Meu Leite, instalada na Universidade Federal de Lavras (UFLA), é especializada em serviços de contagem e rastreabilidade para a pecuária leiteira. O negócio fundado pelo veterinário Marcos Mattos, em 2016, conta com um equipamento que calcula, em tempo real, o volume e a temperatura do leite coletado.

Todas essas informações são registradas no sistema, que também faz a prova de estabilidade do álcool alizarol, procedimento exigido pelo Ministério da Agricultura, que verifica a qualidade do produto.

Com todos esses dados, a Meu Leite fornece informações sobre a qualidade do produto por meio do reconhecimento de padrões pré-estabelecidos. Além disso, a partir de critérios de produção próprios, a indústria pode começar a se organizar em relação a previsão de abastecimento diário.

"A plataforma também oferece ferramentas para o produtor, que tem acesso aos dados relativos à sua propriedade, diminuindo o conflito de informações comum entre laticínios e produtores", destaca Mattos, em entrevista ao Diário do Comércio.

Já pelo lado do consumidor, há a possibilidade de conhecer o trajeto percorrido pelo leite, desde o setor produtivo até as estantes do varejo. Um código impresso na embalagem de cada produto permite a integração a partir da câmera de celulares e do aplicativo Meu Leite. Desta forma, o usuário também tem acesso às informações e fotos do local em que ocorreu a fabricação.

#inovação#tecnologia#startup#negóciosFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.