Notícias

< voltar
01/Ago/2018 - 11:31 - Atualizado em 01/Ago/2018 - 11:45

Startups buscam soluções contra o envelhecimento

Empresas norte-americanas pretendem retardar o envelhecimento e recuperar órgãos afetados pelo câncer


Por Redação Belo Horizonte/MG
Crédito: Pixabay

Uma empresa de Harvard, a Rejuvenate Bio, está com uma proposta muito ambiciosa: impedir o envelhecimento. Inicialmente, porém, os beneficiados serão apenas cães. De acordo com a publicação do MIT Technology Review, a empresa já ganhou um aporte do governo dos Estados Unidos para aplicar o tratamento em cães usados pelo exército.

Segundo a empresa, existe um projeto para que o serviço seja oferecido também a animais de estimação. O tratamento, que será realizado com uma única injeção, é destinado a cães de pequeno porte com problemas cardíacos, e promete estender suas vidas por mais alguns anos. E, ainda de acordo com a empresa, quando a técnica for validada em cães, outros mamíferos – incluindo, eventualmente, humanos – serão os próximos alvos.

Como isso será feito? A empresa pretende usar a terapia genética para rejuvenescer células de tecidos específicos de alguns animais. Esse método procura alterar o genoma dessas células para que elas se revertam a um estado mais jovem, eliminando os problemas que o envelhecimento traz.

De acordo com a Rejuvenate Bio, a terapia genética pode ser feita de diversas maneiras. Mas a empresa utilizará um vírus criado em laboratório para “infectar” as células desejadas com o novo código genético. Essa mudança, em alguns casos, é suficiente para fazer com que as células “voltem no tempo” e se tornem “jovens” novamente.

Mas aplicar esse método em humanos não deve ser tão simples assim porque nosso corpo é composto por uma variedade imensa de células diferentes – até hoje não se sabe ao certo quantos tipos de células temos – e o nosso envelhecimento é causado por uma grande variedade de fatores. “Não estamos nem mesmo próximos de reverter o processo de envelhecimento em todos os mamíferos”, afirma o pesquisador João Pedro de Magalhães, da University of Liverpool, um dos especialistas ouvidos pelo MIT.

Rejuvenescimento e reconstrução de órgãos com placenta

Mesmo com as diversas dificuldades que envolvem o retardamento do envelhecimento, muitas empresas, principalmente startups da região do Vale do Silício, estão tentando transformar isso em negócios pelos meios mais curiosos.

Uma das ideias vem da empresa Celularity. A startup quer utilizar células-tronco retiradas de placenta para rejuvenescer tecidos específicos do corpo, desde recriar órgãos inteiros em pessoas afetadas por câncer até restaurar a aparência, a mobilidade e a percepção da juventude em pessoas mais velhas.

De acordo com informações divulgadas pela empresa, as células-tronco da placenta são pluripotentes, ou seja, elas podem se “transformar” em células jovens de qualquer tipo. E, ainda de acordo com a empresa, a célula-tronco placental de qualquer pessoa pode ser colocada no corpo de outra sem que haja risco de rejeição.

Dessa forma, essas células funcionariam como uma espécie de “fonte da juventude” celular. Segundo a Celularity, se uma pessoa tiver problemas no fígado,coração, pâncreas etc., causados por envelhecimento das células do tecido, qualquer placenta poderia fornecer a cura para todos esses problemas ao mesmo tempo.

A pesquisa da Celularity tem alguns facilitadores, já que a empresa é dona do único banco do mundo que recebe doações de placentas, o LifeBank USA. As placentas de bebês recém-nascidos são descartadas como lixo hospitalar, mas a empresa consegue aproveitá-las como material de pesquisa graças a parceria com alguns hospitais americanos. Outro facilitador é o investimento de US$ 250 milhões recebidos recentemente.

#startups#havard#célulastroncos#RejuvenateBio#CelularityFavoritar

Fonte: Udacity

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.