Notícias

< voltar
09/Jul/2020 - 00:00 - Atualizado em 09/Jul/2020 - 13:22

UFMG inova no campo da nanotecnologia e recebe patentes no Brasil, Estados Unidos e China

Pesquisadores desenvolvem cimento nanoestruturado e nanoantena e esperam alcance de mercado


Por Da Redação Minas Gerais
Professor Gilberto Medeiros, coordenador do CTIT

“É possível realizar no Brasil avanços em nanotecnologia, seja pelo desenho de um equipamento complexo, seja com a agregação de valor a uma commodity”, afirma o professor Gilberto Medeiros, diretor da Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT). 
Essas são perspectivas abertas por duas inovações da UFMG no campo da nanotecnologia: o cimento nanoestruturado, patenteado nos Estados Unidos em 2015, e na China, em 2016, que em janeiro recebeu a carta-patente no Brasil, e uma nanoantena que mistura técnicas de espectroscopia óptica com as de microscopia por varredura por sonda para visualização e análise de átomos e moléculas, cuja patente foi concedida nos Estados Unidos também em janeiro.
Pesquisador da área de nanoestruturas, Gilberto Medeiros afirma que as duas tecnologias têm como diferenciais uma perspectiva positiva de licenciamento, escalabilidade e alcance de mercado.

Visite o site da UFMG e conheça os detalhes da pesquisa. 

Para saber mais sobre inovação, tecnologia e pesquisa no estado, acesse a coluna Ciência em Minas aqui, no portal SIMI. 

#nanotecnologia#CiênciaEmMinas#nanoantena#cimentonanoestruturadoFavoritar

Fonte: https://ufmg.br/comunicacao/noticias/pesquisadores-da-ufmg-patenteiam-cimento-nanoestruturado-e-nano

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.