Notícias

< voltar
17/Out/2017 - 11:09 - Atualizado em 18/Mai/2018 - 10:50

Vencedor do hackathon promovido pelo SIMI, Cotemig e Prodabel vai conhecer a Microsoft

Iniciativa realizada durante a FINIT busca o desenvolvimento de soluções para melhoria da prestação de serviços públicos


Por Renato Carvalho/SIMI
Soluções serão desenvolvidas durante a FINIT 2017
Crédito: Cotemig

A Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (FINIT) é uma grande oportunidade para quem busca se conectar ao ecossistema inovador de Minas Gerais. Além da possibilidade de gerar negócios, a feira, que será realizada entre 31 de outubro e 5 de novembro, será rica em conteúdos e também terá maratonas para desenvolvimento de soluções.

O Lounge do Conhecimento SIMI, na Arena Experience, vai trazer um desses hackathons para o público, no dia 2 de novembro. Promovido pelo SIMI em parceria com a Faculdade Cotemig e a Empresa de informática e Informação de Belo Horizonte (Prodabel), esse Hackathon tem como objetivo melhorar a qualidade da prestação de serviços públicos e da aplicação de políticas públicas para o cidadão belo-horizontino.

Propondo soluções inovadoras para problemas reais, estudantes dos cursos da área de computação e pessoas com conhecimentos em desenvolvimento de software e soluções de Tecnologia da Informação (TI) vão se juntar em equipes de até três integrantes para quase 10 horas de desenvolvimento.

A equipe que desenvolver a melhor solução vai ganhar uma visita ao escritório da Microsoft em São Paulo e também a participação em um dia de encontros com os líderes e evangelistas de Digital Experience.

Além disso, os vencedores vão garantir o acesso à Campus Party Minas Gerais durante 3 e 4 de novembro e também vão dar entrevista exclusiva ao Portal SIMI no estúdio panorâmico.

Clique aqui e se inscreva no Hackathon

#hackathon#FINIT2017Favoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.