Notícias

< voltar
04/Abr/2018 - 12:23 - Atualizado em 04/Abr/2018 - 19:34

Dinâmicas com Lego marcam seleção para o programa de formação de agentes de aceleração do Seed

Programa Seed Academy reuniu 30 candidatos que foram desafiados a colocar em prática diversas habilidades; somente 10 darão início ao programa


Por Paula Isis/SIMI Belo Horizonte
Crédito: Fábio Veloso/SIMI

Ao longo da história, o Lego sempre foi muito elogiado por permitir que as crianças brincassem de forma livre, além de ser famoso por desenvolver a criatividade, habilidade motora, visão espacial e raciocínio. Mas o brinquedo não é um desafio somente para os pequenos. Hoje, durante o Workshop do Seed Academy, realizado no Minas Digital Summit, em Belo Horizonte, os 30 candidatos para o programa de formação de agente de aceleração do Seed tiveram sua habilidades testadas.

Mas por que utilizar o Lego? Daniel Oliveira, um dos coordenadores do Seed, explicou que a formação de um agente de aceleração parte da premissa de que eles estão muito mais em busca de atitudes e habilidades das pessoas, do que o conhecimento em si sobre o ecossistema de startups. Por isso foram criados os desafios lúdicos. "A gente acredita que a utilização do Lego dá a possibilidade de os participantes explorarem cada vez mais os objetos, trocar ideias, fazer metáforas e conexões, e usar todas as suas habilidades cognitivas para que eles consigam chegar à resolução dos desafios que a gente propõe."

Daniel Oliveira, um dos coordenadores do Seed, explicou que a formação de um agente de aceleração parte da premissa de que eles estão em busca de atitudes e habilidades das pessoas
Crédito: Fábio Veloso/Simi

A dinâmica comandada por Marcos Barbosa, da Duck Ideias, proporcionou uma manhã de atividades lúdicas que, além de colocar à prova as habilidades pessoais, testou as reações diantes de situações cotidianas do universo empreendedor, como a prototipagem e validação de um produto. “O legal do Lego é que ele permite que a gente trabalhe com metáforas o tempo todo”, explica.

Os participantes foram avaliados de perto por toda a equipe de aceleração do programa. O empreendedor e agente de aceleração, o colombiano Dario Reys, um dos selecionados para a terceira fase, destacou que esse processo de seleção é bem diferente dos tradicionais, a exemplo de análises de currículo e entrevista. “Essa atividade de hoje deu para entender a lógica do que tem que ser um agente de aceleração e do que é o Seed”, destacou.  

Formação de agentes é inovação da nova gestão

Ao longos dos últimos anos, o Seed vem inovando em diversos aspectos. Em 2016, o programa mudou de casa e, hoje, recebe os empreendedores em seu coworking instalado no Espaço Cento & Quatro, no coração da capital mineira.

Já em 2017, o programa resolveu criar uma própria metolodogia de aceleração. E este ano a 5ª rodada também chegará inovando com o programa de formação de agentes. 

De acordo com o coordenador Daniel Oliveira, a ideia do programa de formação surgiu da evolução do entendimento do próprio programa. "Quando nós tivemos uma metodologia internalizada na 4ª rodada, a gente  entendeu que habildades e conhecimentos específicos para um agente de aceleração precisa ser treinada. O papel dele é fazer conexão, boas perguntas e saber navegar no nosso ambiente. Então, a gente viu que essa pessoa não estava no mercado pronta". 

Além disso, Daniel acredita que o impacto na sociedade é muito maior quando você forma pessoas para atuar no setor. "As cinco pessoas que não entrarem para o Seed poderão ser indicadas pela nossa equipe para entrar em outros programas, por exemplo", ressalta.

Sobre a seleção

As inscrições foram abertas no início de março. O programa recebeu cerca de 350 currículos. Após uma triagem, foram selecionadas 120 pessoas, das quais 30 passaram para a terceira fase que foi o workshop do Minas Digital Summit. Somente amanhã iremos conhecer os 10 participantes que darão início ao programa de formação de agentes de aceleração.

O SEED oferecerá aos participantes uma formação robusta, experiência e muita prática. A formação será composta por seis semanas, em que os interessados vão conhecer e explorar ferramentas do mundo do empreendedorismo e sair como um agente de aceleração capaz de causar impacto real em startups, além de fazer parte da equipe que vai cuidar da aceleração das empresas da 5ª rodada do SEED. Ao final, cinco pessoas vão integrar a equipe de aceleração do programa.

Confira a galeria de fotos do Minas Digital Summit:



#capacitação#aceleração#SeedMG #agentesdeaceleraçãoFavoritar

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.