Notícias

< voltar
24/Ago/2021 - 00:00

Software criado em parceria entre UFOP e Harvard garante monitoramento da vacinação nos EUA

O software foi desenvolvido pelo Departamento de Estatística da Universidade Federal de Ouro Preto e Escola de Medicina da Universidade Harvard


Por Da Redação MG
Crédito: U.S. Secretary of Defense/Wikipedia Commons

A iniciativa Sentinela, um conjunto de esforços da Food and Drug Administration dos Estados Unidos que trabalha para identificar e avaliar a segurança de medicamentos, já estabeleceu o protocolo para monitoramento de eventos adversos durante a vacinação contra a Covid-19 no país. Para tanto, vai utilizar um software estatístico desenvolvido entre o Departamento de Estatística da Universidade Federal de Ouro Preto e a Escola de Medicina da Universidade Harvard. 

O professor do Departamento de Estatística e do Programa de Pós-graduação em Economia Aplicada da UFOP, Ivair Ramos Silva, coordena a parte brasileira do projeto, liderado pelo professor da Universidade Harvard Martin Kulldorff. Juntos, desenvolveram novos métodos estatísticos de análise sequencial para monitoramento da segurança de drogas e vacinas recém-comercializadas após a fase III de experimentos clínicos. 

O "Software Para Vigilância Pós-Comercialização de Medicamentos e Vacinas Quase em Tempo Real" (tradução literal) foi aprimorado em projetos desenvolvidos entre 2014 e 2019, com patrocínio da iniciativa Sentinela e do Instituto Nacional de Ciências Médicas Gerais (NIGMS, na sigla inglesa). 

"O software permite avaliar associações potenciais entre a exposição à vacina e eventos adversos em tempo quase real". Para Ivair, esse controle "determina se análises mais abrangentes devem ser conduzidas, além de fornecer informações oportunas para apoiar os processos de tomada de decisão regulatória". 

Em outras palavras, esse método permite a detecção mais rápida de uma associação estatisticamente significativa entre uma exposição e um evento adverso, mas um resultado estatisticamente significativo não indica necessariamente um risco aumentado do evento adverso na população de interesse exposta à vacina. "Tal resultado deve ser investigado e verificado posteriormente", afirma. 

Saiba mais no site da UFOP.

#UFOPFavoritar

Fonte: https://ufop.br/noticias/pesquisa-e-inovacao/software-desenvolvido-entre-ufop-e-harvard-garante-moni

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.