Notícias

< voltar
08/Mar/2018 - 14:36 - Atualizado em 09/Mar/2018 - 15:15

Startup mineira muda a relação de pais e escolas ao criar uma agenda digital

Escola em Movimento acaba de firmar uma parceria com um fundo de investimentos no valor de R$ 2 milhões


Por Redação Belo Horizonte
Guilherme Rocha, CEO e cofundador da Escola em Movimento
Crédito: Divulgação

Esqueça os bilhetinhos em cadernos ou na agenda do aluno. Os tempos hoje são outros. Com as mudanças tecnológicas que o mundo tem vivido na última década, esse sistema de recados analógico tomou bomba em 2013 com a criação da agenda digital – Escola em Movimento.

Criada com foco no desenvolvimento de soluções para comunicação entre alunos, pais e colaboradores de escolas do ensino infantil, fundamental, médio e superior, a solução da empresa substitui aquela antiga agenda escolar, transformando-a em uma ferramenta de comunicação por meio de smartphones e/ou web.

Atualmente, a startup atende mais de 450 escolas particulares no Brasil e no exterior e, em quatro anos de operação, tem mais de 260 mil alunos em sua base. A empresa foi pioneira no segmento, criando aplicativos personalizados para instituições de ensino. Com a tecnologia desenvolvida, escolas conseguem reduzir custos com papel e ligações telefônicas, mas principalmente tornar a comunicação com os pais e alunos muito mais simples e eficaz. Atualmente, por meio da plataforma tecnológica da Escola em Movimento, as instituições de ensino podem enviar mensagens de texto, fotos, vídeos e demais arquivos para os usuários. É possível agendar eventos, criar canais de atendimento personalizados, ter estatísticas completas sobre o uso e gerir toda a comunicação pela ferramenta.

Entre outras funcionalidades, em 2017, incorporou ao produto a inovação do “Estou Chegando”, em que a escola é notificada pelo aplicativo da chegada dos pais, evitando o congestionamento do trânsito local. Para o CEO e Co-fundador da startup, Guilherme Rocha, a tecnologia vai evoluir a ponto de fazer ainda mais diferença na relação da escola com pais e alunos. “Como empresa, queremos ajudar as instituições a melhorar esse relacionamento e assim potencializar a satisfação e retenção de alunos”, diz.

Lançamentos de notas pelo app

Questionados se existe um projeto que permitirá os pais terem acesso às notas dos filhos por meio do app, Guilherme explica que de imediato, não. “Falo em imediato porque em várias escolas nós temos integrações com os sistemas acadêmicos. E com essas integrações nós buscamos a informação, enviamos a notificação dos pais quando a nota é lançada, ou até mesmo damos acesso ao boletim inteiro do aluno dentro do aplicativo. Mas porque que eu falo que isso é uma pergunta recorrente. É porque dentro do contexto escolar a nota, o resultado acadêmico, apesar da importância, é menos de 5% do que a escola comunica no seu dia a dia”, pondera.

Investimento de R$2 milhões

Recentemente, a startup recebeu um investimento de R$ 2 milhões de um fundo de venture capital gerido pela Cedro Capital, gestora de fundos e recursos, com o objetivo de desenvolver e acelerar seu negócio. De acordo com o CEO, o investimento do Fundo potencializará o crescimento da startup no mercado nacional e ao desenvolvimento de novos recursos na plataforma. Ainda de acordo com ele, a meta agora é consolidar a posição de líder no segmento de agenda digital escolar e atingir mais de 500 mil alunos até o início de 2019.

#startup#agendaescolar#escolaemmovimentoFavoritar

Fonte: Estado de Minas

Comentários

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores, não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Clique aqui para acessar a íntegra do documento que rege a política de comentários do site.